01/12/2012

Quando samba o coração....

Ela tem mania de dizer que o coração samba , quando sente uma inquietude dentro dela que a faz querer sair , tomar chuva, andar sem destino, sem planejar, dançar, gritar...
Ela diz que sente o coração sambar , como um grito dentro dela , um grito da alma... um protesto que a faz querer chamar atenção dela como se gritasse "Acorda, nada de se perder de si mesma..."
Hoje ela lembrou de uma noite , no quarto dela, a luz apagada, o cd do Santana tocando...
Ela dançou...sorriu ...


26/10/2012

"Uma grande loucura, pra quem não pode acreditar...."

A vida tem dessas manias de nos dar lições de maneiras difíceis...
O que nos resta é aprender, chorar o que tiver que chorar, se permitir doer o coração, mas aprender mesmo , só assim essa dor terá algum sentido maior, terá um possível "valido a pena" ...
Ela tem estado ocupada com seus problemas tão bobos...que pra ela não são nenhum pouco bobos , mas comparados a outros enormes do mundo, ela os acha pequenos....agora..por que na hora eles eram os maiores do mundo..
Ela agora apesar das dores tem passado boa parte dos dias feliz, está em processo de ensaio de uma nova peça...terá um papel de mais destaque e está contente apesar de bem nervosa ,afinal com isso vem uma responsabilidade bem maior..é seu primeiro grande papel..
Mas ela topou o desafio, e ela vai dar conta...ela tem que dar conta...
Tem ensaiado direto, já decorou as falas, mas ainda tem tempo pra estreia..
Em meio a tantas histórias enroladas ela tem se sentido grata, grata pelas amizades que fez nessa cidade gigante, e que se demonstraram verdadeiras nesses ultimos meses...
O importante é sempre seguir em frente, dúvidas, receios e medos sempre a perseguiram, mas dentro dela ela tem  uma certeza, uma única certeza que faz tudo o resto valer a pena...ela esta com quem ama, e está fazendo o que ama, aquele palco, aquele teatro, aquela cochia, traz vida pra ela, faz ela se sentir tão acesa, tão em ebulição, que ela já não consegue se imaginar longe de lá...
Isso pra ela tem sido um refúgio dos demais problemas, um refúgio que ela pode ir ao encontro todos os dias se for preciso...quase que seu novo "universo paralelo.."
Ela se encontra viva...naquele palco os olhos dela brilham ...




16/10/2012

A música.



Essa música acordou na minha cabeça hoje....e como faz um tempo que não escrevo nada, [tenho sofrido de um bloqueio temporário eu acho..] resolvi postar ela aqui...

24/09/2012

Meu anjo mais novo....


A nota que escrevo agora é pra você, minha princesa,  minha tão desejada e sonhada irmã, Sheila...O amor que sinto por você é o mais inexplicável do mundo, é o mais forte, o mais louco, o mais antigo.
Te amo a tantos anos, a tantas vidas, antes de você nascer, antes de você chegar nesse mundo, antes de eu mesmo entender o que é amor...
O dia mais feliz da minha vida, sem sombras de dúvidas , foi o dia em que te vi pela primeira vez, seus olhos grandes e verdes, seus cabelinhos cacheados, seu olhar desconfiado....
O momento mais marcante foi quando você dormiu em meu colo, na viagem a caminho de casa, senti que segurava em meus braços não apenas a vida da minha irmã, mas também a MINHA vida, porque a partir daquele momento você passou a ser a minha vida.
Então te segurava com todo cuidado, e com muito medo de algo te acontecer, queria nos meus pequenos e finos braços te proteger do mundo, queria sentir pra sempre sua respiração calma, tranquila, e serena perto do meu rosto, como nesse momento .
Minha vida se divide em antes e depois de você, antes eu era uma criança sapeca, a mais nova, tentando sempre chamar atenção pra mim, e depois de você eu era a sua irmã mais velha, queria ser a melhor, queria ser um exemplo, queria ser um dia motivo de orgulho pra você.
Minha maior conquista era te fazer dormir, seja com as musiquinhas do "Hoje é dia de Maria" , ou com as histórias que eu inventava pra você dormir e você amava e eu tinha que contar até 3 vezes seguidas, mas você dormia......e saber que eu tinha ajudado você a sonhar era minha maior conquista...
Uma das vezes que te deixei na escolinha pela primeira vez, foi a primeira vez que senti a dor mais angustiante no coração...você chorava e não queria ficar...te tiraram de mim, e fecharam a porta...eu fiquei do lado de fora ouvindo você chorar , tentando falar "Mayaya" , fiquei la um bom tempo esperando nossa mãe me buscar , e nesse meio tempo eu não ouvi mais seu choro...me acalmei.....mas então um pai veio deixar o filho e o portão novamente se abriu, e você me viu lá parada na calçada esperando nossa mãe, e novamente desesperada esticou os bracinhos na minha direção e chorou de novo...
Minha vontade era entrar lá correndo te pegar no colo , te abraçar e não deixar mais ninguém te tirar de mim ....
Em vez disso eu chorei , porque sabia que era o primeiro de muitos momentos que você teria que ficar longe de mim, para aprender a viver por si...
Lembra quando eu pedia lanche pra nós duas, e te ensinei a arrotar?Fiz vc prometer que só faria aquilo quando estivessemos só nós duas...e vc prometeu....vc era minha cumplice...minha pequena e grande cumplice..
Ver você crescendo , se tornando uma menina grande, linda, fez eu sentir novamente meu coração apertado como no dia que te deixei na escolinha...
Mas como naquele dia, eu sei que preciso deixar você crescer, tropeçar, aprender, e levantar, mas me dói não poder cair por você, me machucar no seu lugar, e te poupar de tudo...te deixar apenas o conhecimento , a lição e a maturidade...
Só vim aqui minha eterna princesa, deixar claro que eu te amo, que sempre vou ser sua irmã, parceira, cumplice, sempre vou te amar, te cuidar, proteger, e você SEMPRE poderá contar comigo!Me deu vontade, de deixar claro o tamanho do meu amor por você!


06/08/2012

"Deus e eu no 'sertão'"

Descalça ela encaixou um pé no estribo, com a outra mão segurou na sela e tomou impulso
Pronto, estava lá sentada , lá de cima tudo parecia pequeno, ele fez um barulho como quem perguntasse se já podia caminhar...ela mandou beijinhos anunciando o comando, e puxando as redeas pro lado, ele entendeu e seguiu...
Por um minuto ela fechou os olhos e foi calmamente relembrando essa sensação de cavalgar tranquilamente, o balanço do corpo em comunhão com o balanço no caminhar do cavalo, o sorriso foi se abrindo sem ela nem notar, o coração que estava calmo começou a pedir por emoção, ela pergunta se ele estava pronto, ela não ouve uma resposta mas sente que ele vai topar qualquer coisa que ela propor, ela então da outro comando, um sinal com os pés , e ele dispara...
Ah que delicia, que adrenalina, o cabelo estava preso, ela soltou , jogou o elastico em algum lugar que ela nem quis olhar, e gargalhava correndo cada vez mais rápido, os cascos de encontro com a terra fazia a poeira subir e passar por entre seus cabelos com a ajuda do vento , aquilo pra ela era não era incomodo, nojento, ou sujo, era delicioso, era o contato dela, do animal, da terra, o céu limpo abençoando aquele momento.
Quando percebe que está longe da casa, longe das pessoas, ela para....puxa as rédeas e acaricia o pescoço dele pra ele entender que é pra descançar, e ele entende....ficam os dois olhando pra mesma direção, pra mesma paisagem..como se conversassem por pensamento e concordassem que não há lugar mais lindo naquele momento do que aquele onde estavam....um por do sol maravilhoso a sua frente veio como a cereja do sundae, e fechou aquela tarde maravilhosa com chave de ouro e diamantes.
Ao voltar pra casa cheirava a mato, terra e cavalo...ela trocaria qualquer perfume francês por isso...


27/07/2012

Que tu ritmo me vuelve loca....

Corre daqui , corre dali, leva figurino, faz cacho no cabelo, bebe agua, monta cenário, desmonta cenário, troca de figurino onde der, de modo mais rápido possivel, ajuda a colega a fechar vestido, entra com objeto de cena, tira o objeto de cena, relembra o texto, se apresenta, dança, canta, tudo isso com cólica e naqueles dias...
Mas no final ouve os aplausos, da plateia cheia , e todo o sufoco já não é tão sufoco assim.
É assim que tem sido minhas férias de julho...férias camufladas...admito que se por um lado eu fiquei triste de não conseguir viajar pra ver minha família, por outro feliz de saber que estava pisando no palco e tendo mais uma peça para me recordar....
Me descuidei um pouco daqui, descuidei do meu cantinho, do meu "diário" aberto , mas cá entre nós, [quando digo nós sou eu comigo mesma ..faça o favor e sejamos realistas] por mais que eu ame isso aqui não é sempre que tenho vontade de vir expor a rotina, o pensamento, o sentimento , a angustia , a raiva e a alegria.
Mas já que devo uns dias vou recordar algo de bom nas minhas férias...
Lembro da vontade que eu estava de explodir de tanto dançar, e foi exatamente o que eu fiz, e o melhor de tudo, a minha maneira, ouvindo musicas que eu tomei pra mim desde mais nova, músicas que eu me recusava a apresentar pra qualquer colega de escola porque eles jamais entederiam meu gosto "exótico" por músicas latinas como cumbia, salsa, e etc.
Mas lá, nesse lugar que eu fui, tudo era assim, diferente e ao mesmo tempo tão familiar, ouvi musicas que eu só ouvia em casa , com minha mãe, pai e irmãos, e lá comigo estavam meu pai e meu irmão, e uma amiga que é uma irmã também.
Ah minha vontade era de chorar de tanta alegria, meus olhos encheram de lágrimas , mas eu não me permiti chorar , e dancei, dancei como se fosse no meu quarto, dancei aquelas musicas deliciosas que eu sempre quis dançar até meu pé doer, eu finalmente encontrei um lugar onde eu consegui ser eu mesma aqui em São Paulo, e foi a melhor descoberta que fiz desde que vim morar aqui nessa selva de pedra.
Tá, um pouco drámatico esse depoimento, mas e daí, foi o que eu senti, eu fechei os olhos e me acabei de dançar, sozinha, com meu pai, com minha amiga, e sozinha de novo, na ponta do pé, com o cabelo na cara, suando muito, tomando agua , e voltando a dançar, rodando, rindo, dando gargalhada, e só de falar minhsa mãos começam a tremer e meus pés começam a se movimentar, meu coração por dentro já esta agitado... se eu pudesse aquele lugar seria minha segunda casa.
Infelizmente como já havia dito aqui, o dinheiro pra estar lá não é assim tão animador, mas uma vez ou outra eu posso ficar tranquila por saber que quando eu precisar vou ter esse lugar pra matar minha sede de dançar.
Bom, deixa eu voltar pra vida real que tenho uma porquinha chorona pra dar atenção...

03/07/2012

Tierra del olvido.....

Ela ouviu a música e viajou, fechou os olhos, abriu os olhos, queria tentar se teletransportar pra uma praia, ou qualquer outro espaço grande que pudesse encontrar, nem que esse fosse um campo, uma praça, uma sala sem móveis...
Aquela música provocou dentro dela um reboliço que ela não sabia como extravasar aquilo, pelos dedos das mãos fazendo passo de dança na mesinha do computador, ou pelas lágrimas que caíam e se desfaziam no sorriso dela...
Como ela já falou em outros posts, aqui nessa cidade ela não se sente ela mesmo, talvez por isso se sinta cada vez mais afastada de si propria...
Chorar porque ouviu uma cumbia deliciosa de se dançar?
"Eu realmente devo estar exagerando.."
Mas afinal de contas, com que tempo, em que espaço, como, onde, ela dançaria uma cumbia deliciosa dessa no meio de uma selva de pedras?
Clubes latinos, de salsa ela até encontra, mas la o dinheiro é quem manda, entra quem tem aquele monte de dinheiro pra pagar.. e cá entre nós dançar cumbia sózinha, sem sua mãe, irmãos ou pai não tem lá tanta graça...porque eles são os unicos que ela conhece próximos a ela que gostam desse tipo de música...aliás, eles que a ensinaram a gostar desde pirralha...
Ela realmente achou que chegando aqui seria uma delicia conhecer todos os clubes de salsa da cidade...ela achou isso de verdade....inocentemente ela achou...
Acho que se um dia ela ganhar na mega sena acumulada uma das coisas que ela vai fazer é abrir uma casa de danças latinas , grande bem grande... porque afinal de contas as pessoas vão para dançar não é?
Nas duas casas de salsa que ela foi 70% do espaço era para as mesas e o bar....os outros 30% era um espacinho entre as mesas , la no fundo , em um cantinho onde as pessoas tinham que tentar dançar sem nocautear quem estava do lado...agora me diz...tem como dançar salsa , cumbia, o que quer seja assim? Dançar de verdade???
Na faculdade dela tem uma sala reservada pro pessoal que cursa dança....uma sala espaçosa, com espelho em toda uma parede, e piso de madeira....ela pensou tanto tanto em uma dia reservar essa sala, fechar a porta ,colocar um pendrive com suas músicas preferidas , uma saia longa, e dançar, dançar dançar, até que viessem expulsa-la de lá por esquecer de devolver a sala...
Ia ser parecido com os velhos tempos em seu quarto trancada no escuro quando dançava até sua mãe vir bater na porta e perguntar se estava tudo bem ....
Ela precisa dar um jeito nisso..não pode se perder de si mesma só porque está longe das condições...
Precisa urgentemente se encontrar de novo e não se soltar mais...


16/06/2012

Descendo..

 As vezes nos enchemos de espectativas, e essa é a pior coisa que podemos fazer...apostar todas as fichas , nos empolgarmos demais, contar muito com algo, depositar essas espectativas em um unico ponto...
Ela estava realmente esperando por uma resposta, e a resposta não veio...
O problema não foi esse, o problema foi ela passar dias imaginando como seria, o que mudaria em sua vida, e como finalmente poderia fazer algo util para os que estavam a sua volta.
Ela sabe muito bem que Ele lá em cima sabe o que faz, sabe onde colocar os nãos , e onde nos surpreender com alguns sims... mas custa querer ver que realmente recebeu um não , e pior um não que não foi dito , simplesmente ficou subentendido...
Mas claro que ela levantou a cabeça e bola pra frente, é o que ela faz de melhor, é o que ela sempre fez, e vai fazer quantas vezes for preciso.
Não , ela não esta sentindo pena de si mesma, ou talvez esteja, é algo meio impossivel de controlar, mas não lamenta copiosamente não, ela sabe que tudo acontece no tempo certo que tem que acontecer.
Acontece que ela sente que a vida dela precisa de uma guinada, precisa de um grande acontecimento, algo que a impulsione.
Algo que ela sabe que vai acontecer, ela sabe, ela tem certeza disso , mas esse espaço de tempo entre hoje e esse dia é que a faz ficar ansiosa ...
Escutar musicas depressivas da Thalia também não ajuda muito ela sabe,  mas ajuda ela a escrever...a colocar os sentimentos a mostra.
Ela teve sonhos tão estranhos essa noite, sonhos engraçados , e outros que ela não lembra exatamente o que sonhou , mas ficou com a sensação e os sentimentos que tal sonho provocou nela...
Sabe aquela tal historia, de que temos um sonho lindo e acordamos felizes?
Ou temos um pesadelo e acordamos angustiada?
Mas ela ainda não soube identificar o sentimento, e não se recordar do sonho também não ajuda muito.
De qualquer maneira ainda vai demorar algumas horas pra essa sensação desaparecer..
infelizmente...

02/06/2012

Me dá miedo del miedo que dá....


Sabe quando parece que alguém pegou todos os sentimentos dentro de você e colocam todos juntos no liquidificador e batem até virarem uma coisa homogênea, impossivel de separa-los novamente?
E obringando você a conviver com todos ao mesmo tempo e a todo momento?
É exatamente assim que tenho me sentido nessa semana...essa semana tem sido extrememante estranha, surreal mesmo!
Acontecimentos horriveis, notícias maravilhosas, meu pé que continua latejando de dor, ansiedade, indignção com fatos ocorridos na faculdade, contação de historias com abraços deliciosos...
Eu sinceramente não sei como fazer pra conseguir organizar tudo isso dentro de mim, claro que qualquer um diria "esquece as coisas ruins, curta as boas.." mas não é assim simples...
As coisas ruins uma delas, está marcada em mim , e não sei exatamento o tamanho da marca que ela deixou... ta difícil entrar naquele quarto sem rever aquela imagem horrivel...
Tenho dormido da sala....e mesmo assim vez ou outra tenho pesadelos...
Semana que vem estarei com minha família, minha irmã mais velha vai se casar... eu acho que finalmente vou ter uma folga dessa confusão...
Sei la, tenho sentido esses dias que estou em um sonho daqueles estranhos que uma tragédia é seguido de uma noticia boa, e em seguida outra coisa ruim acontece...
Por conta das coisas boas, eu gostaria de não acordar , mas pelo tamanho do medo que sinto por conta de uma das coisas ruins, eu gostaria que isso acabasse logo..
Queria enfiar uma borracha no meu cerébro e apagar a memoria ruim...
Queria acelerar o tempo , e ver os resultados da coisa boa, se tudo realmente caminhar bem...
Tenho me sentido tão diferente, e ainda não sei se posso encarar isso como algo bom ou não...


30/05/2012

Um segundo

A morte sempre é chocante...mais chocante ainda é constatar a possibilidade de um ser humano optar por acabar com a própria vida...
Fico imaginando o porquê, procurando uma justificativa, por mais que não haja ... penso se a pessoa se sentia sozinha, penso se as vezes um "bom dia, como vc  esta hoje?" pudesse ter mudade o destino dela/dele.
Essa manhã, acordei com um barulho muito alto, como se um saco de cimento caisse...ao olhar pela janela, vi a cena mais horrivel que já presenciei em toda minha vida...
Não consegui ainda saber se era homem ou mulher...mas alguém, alguém caiu do prédio ou se jogou... um corpo desfigurado, envolto a sangue estava lá ...estatelado ao chão...uma cena que consegui registrar apenas por dois segundos pois era horrivel demais...foi o suficiente pra que eu não dormisse mais...
O porteiro do prédio chorava desesperado, as pessoas que estavam na entrada do prédio gritavam, ninguém ousou se aproximar, e em meio a tudo isso, eu que olhei de cima, so tentava imaginar como era a vida dessa pessoa....
Ainda estou em estado de choque... olho pela sacada e vejo pessoas , curiosos e viaturas de polícia...
Do outro lado da calçada pessoas fazem seus exercicios e caminhadas, crianças brincam nos balanços...e é tão extranho ver essas duas extremidades...a vida alegre e saudável acontecendo a alguns metros de um corpo de uma pessoa que aparentemente decidiu que não valia mais a pena...
Em meio a tanto caos, a tanto espanto, choro e gritaria, eu fechei os olhos e em silencio, mentalmente rezei, rezei e rezei tentando apagar a imagem da minha cabeça, e ao mesmo tempo pedindo pelo espirito dessa pessoa...
Não sabia exatamente o que pedir, só me lembro de ter pedido piedade e que ela fosse conduzida com muito amor para seu destino..
Rezei também pela família..que a essa hora já deve saber do ocorrido... rezei para que as crianças do prédio não fossem a aula hoje para que não tivessem que passar pelo corpo...
Rezei pelo porteiro que viu tudo acontecer e não pode fazer nada...rezei para que o trauma causado seja passageiro...
Ontem, uma gaveta de madeira com talheres dentro caiu no meu pé...em cima do meu dedão, eu gritava descontroladamente de dor, minha unha ficou preta, e meu noivo me levou ao pronto socorro..lá me atenderam de emergencia, e foi aplicada anestesia local, depois furaram minha unha para fazer uma drenagem..achava que aquela dor que senti era a pior do mundo... na hora de dormir demorei muito pois sentia meu dedo latejar e chorava de dor....depois de tomar mais remédio eu finalmente consegui cochilar...e acordei na hora do desastre...
Agora, não sinto dor, não sinto nada....a dor que eu achava ser a pior do mundo agora pra mim eh ridicula , e me vejo tão boba chorando por uma dor fisica, enquanto pessoas hoje irão chorar pela pior dor que existe...a dor da perda.
Ah meu Deus, me ajude por favor a apagar essa imagem da miha cabeça o mais rápido possível...
Não quero mais pensar, não quero lembrar....
Ainda há carros de polícia...estão interrogando as pessoas do prédio...o porteiro eu não vejo mais...
Deve ter sido dispensado.. o que mais desejo agora é esquecer ...
Eu preciso esquecer!

11/05/2012

Essa porcaria de tpm =/


Ja gostei mais de ficar sozinha em casa.. ultimamente não to gostando não.
Cheguei hoje de um evento maravilhoso que eu ajudei a organizar e produzir, um evento voltado para disseminar a cultura afro descendente.. o Fpafro...
O evento teve inicio as 7 da manhã , e acabou agora ... eh ..agora 22:30 ...
Se eu to podre? Imagina..
Mas mais que podre me bateu uma tristeza tão grande que a tempos eu não sentia..aquela sensação de me sentir só... não ter alguém pra conversar e contar tudo o que aconteceu...
Esse final de semana vai ser longo =/
Juntou claro com a minha tpm...[sempre culpa dela] e esse aperto no peito, esse nó na garganta...essa pontinha de inveja que sinto vendo fotos de pessoas no facebook rodeadas de outras pessoas..alias, rodeado de amigos..
Porque afinal eu passei o dia inteiro rodeada de gente, e bota gente nisso, mas senti falta de ter do lado pessoas que eu sei que estão la não pra ver palestras, não pra ver Vanessa Jackson, não pra ganhar pontos, mas por mim, pra me ver, pra ficar ao meu lado, pra me dar apoio..
Que porcaria né...eu tinha que inventar de escrever enquanto minha comidinha chinesa não chega..
É..comida chinesa/japonesa a eterna companheira de quem é/esta sozinho em plena sexta feira ..
Minha vontade sinceramente é de gritar pelo amor de Deus, pra alguem, qualquer amigo vir passar o final de semana comigo, sei la , pelo menos esse ,pq to sensivel demais..
A Mag ta aqui comigo, eu até converso com ela, mas quem disse que ela quer conversa comigo?
Ela quer colo e carinho, e de preferencia que eu cale a boca e apague a luz...
Acho que eu não sirvo pra morar sozinha..se não aguento um final de semana sem ninguém, imagina o ano inteiro? Eu entro em depressão ...
Meu celular ta tão parado....queria tanto que ele tocasse e do outro lado alguem, uma amiga , me falasse
"ta em casa? to indo aii"
Se eu continuar escrevendo vou chorar ..então vou parar por aqui , respirar fundo, esperar minha comida chegar, comer sei la, ver um filme, olhar pro teto, enxer o saco da Mag....

07/05/2012

Blá blá blá de segunda-feira...


Sabe me peguei em alguns momentos duvidando do meu talento, vocação, enfim , eu desde menina tive esse sonho, desde menina me trancava no banheiro ou no quarto e brincava de atuar.
Adorava ler histórias fazendo as vozes dos personagens, e imaginando como cada um era , como se comportava e se eu conseguiria um dia dar vida a tal personagem.
Realmente acho que faltou um pouco de "incentivo" , mas também faltou coragem de minha parte, coragem de desde criança bater o pé e dizer "é isso que eu quero" .
Mas nunca imaginei que pudesse ter voz pra gritar esse sonho pro mundo, pelo menos não quando criança.
Sim, posso ter começado tarde, ou não, enfim, mas não comecei do nada, não comecei por que não sabia o que fazer da vida, ou porque queria uma faculdade fácil .
Digo isso, porque é o pensamento que algumas pessoas tem de quem começou a faculdade de artes cênicas e não tem tanta experiência prática no assunto.
Assim como na dança eu não tenho nenhuma formação acadêmica, e mesmo assim danço e sei que eu sei dançar, no teatro também.
Claro que preciso sempre mais de experiência, de mais técnicas, afinal de contas um ator está sempre em busca de melhorar. SEMPRE!
Mas não vou admitir nunca que me façam duvidar de que realmente é isso que eu quero.
Esse desabafo é porque hoje vi algo que me deixou muito chateada.
As pessoas podem ser cruéis demais ...
Hoje vi duas pessoas falando algo parecido com isso que citei, sobre uma amiga muito querida minha.
Na hora entrei na conversa e coloquei o que eu achava, que afinal de contas quem somos nós pra saber se a menina já tinha esse sonho desde criança, ou não. E outra, se não, se ela decidiu do nada , o que nós tínhamos a ver com isso?
Sei la, eu tinha em mim uma visão , uma fantasia , acho que posso chamar assim, de que o pessoal que trabalhava com arte, teatro, era desprovido de preconceitos, eram sensíveis e compreensivos.. mas deixei a ingenuidade tomar conta de mim pra variar...
Eu sempre soube que encontraria pessoas assim por todo lugar que eu passasse, mas ah.. que decepção..
Mas minha semana também começou boa por outro lado, tive um retorno da minha professora de biodança...
Semana passada tive de entregar um relatório sobre as aulas, sobre como elas fizeram eu me sentir, o que significaram pra mim, e nossa, como significaram!
Acho que pra variar , como acontece sempre que escrevo, me deixo levar pelas emoções e quando vejo escrevi uma lista telefônica inteira... mas ontem abri meu e-mail e lá estava, um retorno dela pra mim, com os comentários dela abaixo de cada paragrafo que eu escrevi..
Me emocionou.. não vou postar aqui , vai parecer auto promoção, mas vou deixar um trecho que me fez abrir um sorriso...
"Mariana seu relatório esta excelente, cheio de todos os atributos que uma atriz precisa exibir, para acessar sua memória corporal/emotiva"
Porque do meu sorriso?
Essa professora foi até hoje a que mais me encantou.
Ela é linda, linda porque ela transmite uma energia que nunca senti antes, é uma pessoa com a qual assim que vc se depara vc sente uma paz tremenda.
E é exatamente com isso que trabalhamos em sala de aula, essa energia transmitida ao próximo em conjunto com a biodança.
E porque mais  uma vez me envolvi tanto?
Porque descobri , pra minha sincera surpresa e alegria, que desde menina eu pratico biodança, e não sabia, não entendia.
Me perguntava o que era aquilo que eu fazia , pensava comigo, que deveria existir um nome para aquela minha maneira de dançar, sem técnicas, sem rédeas, com emoção, com energia, com risos e risadas, sendo ridícula e sendo eu mesma.
Escrevendo o relatório me deparei com essa descoberta, a própria professora percebeu,  o que me deixou mais feliz ainda, é como se eu tivesse encontrado a resposta pra uma pergunta me fazia desde menina inconscientemente .
Nunca achei que uma faculdade pudesse fazer eu me conhecer tanto quanto essa.
Por enquanto só tenho a agradecer, a Ele, por ter me dado forças pra lutar por esse sonho .

04/05/2012

Canção de amor é assim...

Ouvi essa música ontem, ja tinha escutado a algum tempo no radio , mas ontem parei pra prestar atenção;
Letra linda, combinação de vozes perfeitas, melodia leve , da vontade de ouvir diretoo o dia todo.
Realmente essa mexeu muito comigo!
Até sonhei com essa musica de ontem pra hoje.. sabe quando realmente parece que a musica foi trilha sonora do seu sonho? Pois é, eu não lembro do sonho, mas lembro dessa musica tocando nele..
Bem como diz a musica mesmo *-*

Breve canção de sonho
[Zélia Duncan e Dimitri BR]

Dormi sozinha e acordei
cantando a nossa canção
canção que só escutei
num sonho que eu não lembrei
mas juro, havia paixão

Ainda vou me lembrar
de cada nota e refrão
só sei que cê tava lá
e tudo o que aconteceu
fugiu pra outro lugar

Não sei se posso falar assim do que vi
você cantava pra mim
suspiros, flores, perdão
canção de amor é assim

Não sei se posso falar assim do que vi sem saber
você cantava pra mim
se é ato falho não sei
canção de amor é assim

Você cantava pra mim
suspiros, flores, perdão
canção de amor é assim

29/04/2012

Eu te amo tanto, que seu pranto fez-se canto pra mim...

Um baque as vezes nos derruba , nos sentimos sem chão , e ficamos por alguns segundos imoveis tentando entender se estamos realmente naquela realidade ou se tudo não se passa de um sonho ruim, daqueles que temos a sensação de que apenas uma virada brusca nos fara despertar...
Nos viramos e nada de despertarmos....eh tudo real....e somos obrigados a enfrentar, respirar fundo e tomar as rédeas da situação...
Nessas horas que vemos o quao adultos somos... mesmo que por alguns minutos nosso lado criança sensivel queira chorar, gritar e implorar pra que tudo isso acabe...
Quem nunca passou por uma situaçao parecida espero mesmo que nunca passe...
Em meio a esse turbilhao de sentimentos o que me mantem respirando eh a certeza que a cada noite dormida essa sensacao vai diminuir.
Me vi sozinha , literalmente, nao havia ninguem aqui em casa, entao lembrei-me de algo que minha professora de biodança me falou...
"Se abrace, pq vc pode sim se abraçar, nosso ccerebro entende que um abraço é sempre um abraço , nao importa se eh alguem que nos abraça ou nós mesmos..isso ja manda uma mensagem de conforto ...entendam que vcs nao precisam de outra pessoa para se confortarem, vcs mesmos podem fazer isso.."
E foi o que fiz, em meio a lagrimas eu fechei os olhos e me abracei, me abracei forte...
Aos poucos fui me acalmando
Chorei, abafei meu grito, quis correr, mas respirei, rezei, conversei com Deus, senti um abraço  , era meu, mas era outro tbm, outro que eu nao enxergava, apenas sentia...
A lagrima secou, os soluços acalmaram, um ultimo suspiro fez meu coraçao abrandar....
Sentei, escrevi, rezei de novo , e coloquei tudo nas mãos Dele...
Que seja feita a Sua vontade.....

Pra não terminar esse pos tão pra baixo...vou deixar essas foto de nossa ultima contaçãoo de historias...uma das coisas que me fazem sorrir sempre!


16/04/2012

Por que não?

Se por um lado uma voz dizia pra ela correr se não ia ficar doente, por outro lado outra voz dizia calma e debochadamente "Relaxa, quanto tempo faz que vc não se diverte assim?"
Foi o que se passou na mente dela enquanto ela voltava pra casa depois do ensaio e uma chuva forte, e intensa começou logo quando ela estava a exatos dois quarteirões de casa.
Todos foram pegos de surpresa pela chuva, que não fez questão nenhuma de anunciar sua chegada, então começaram a correr e buscar um lugar para se esconder e se manterem seco.
Ela pra variar começou a sorrir que nem uma idiota, enrolou o caderno na jaqueta , pegou a barra da saia longa que vestia segurou um pouco mais pra cima e caminhou ...rindo, mas rindo alto...
Incrível é que ninguém parecia gostar muito dessa risada dela..
A não ser um ou outro que ria dela , e por fim ria junto dela.
O caderno chegou praticamente inteiro, mas ela deu um baita susto no porteiro do prédio que não aguentou e deu risada daquela criatura completamente encharcada.
O cabelo tava todo despenteado e molhado, ela parou no portão esperando que alguem abrisse pra ela, mas o porteiro distraído demorou alguns segundo pra notar sua presença,  e quando notou abriu e correu pra pedir desculpas, ela disse que tudo bem, que a chuva tava muito boa.
Se pudesse tomava chuva pelo menos uma vez por semana, é estranho e misterioso como isso a faz bem, e a faz  sorrir e esquecer de qualquer coisa chata que possa ter acontecido no seu dia...
Mas ela já disse isso aqui não é?
Acontece que ela não podia deixar de narrar esse fato tão lindo que aconteceu em um dia tão corrido , em uma semana tão corrida, como se fosse um sinal dos céus pedindo pra ela parar um pouco e aproveitar tudo aquilo...respirar, sentir.
Bem, ela só aceitou o sinal, fechou os olhos e se perguntou 'por que não??'

29/03/2012

Um jovem, chamado Gulliver....

 Amanhã ela estréia como contadora de histórias...
Cerca de 100 criancinhas vão estar esperando por ela e mais 7 amigos.
O figurino ja está separado, o texto ta na ponta da lingua, o livrinho ela mesma fez , não ficou lá essas coisas, mas tudo pra dar mais verdade e aguçar mais a imaginação da criança.
Eles vão cantar, dançar, interpretar  e contar historias, para crianças que estarão tendo seu primeiro contato com o teatro e os livros juntos.
Ela está tão, tão empolgada que nem sabe se vai conseguir dormir hoje.
Mas vai se acalmar, respirar fundo, prepara a mochilonaa pra amanhã, e levar a filmadora, afinal de contas ela pretende levar esse projeto adiante, e pra isso eh bom ter algo registrado para ser apresentado em outras escolas e creches, ela ainda quer estender isso a hospitais e comunidades carentes, o tutor dela nesse proeto pediu pra ela ir com calma , mas por ela , ela ja estaria looooonge longe ...

23/03/2012

Era uma vez.....


Ela chegou a alguns minutos da faculdade.
Ficou lá desde as 14h ensaiando a contação de historias para crianças.
Ela está tão empolgada com esse projeto mas tão empolgada que tem medo até de falar sobre ele aqui.
Aquela velha historia de 'não grite sua felicidade' ...mas acho que aqui não tem tanto problema assim.
Ela só quer registrar o prazer de estar descobrindo esse mundo maravilhoso de leitura para crianças.
Ela lembra como contava historias para sua irmãzinha antes de dormir.
Lembra da primeira vez que inventou na hora uma historia para que ela dormisse .
Preparou a mamadeira dela, foi até o quarto, sentou ao seu lado, deixou seu cabelo cair perto de sua irmãzinha pois ela sempre gostou de enrolar mechas de seu cabelo por entre os dedinhos enquanto tomava mamadeira e prestava atenção nas historias.
Sua irmãzinha tinha pedido uma historia diferente...então ela começou a inventar uma história sobre... "...Uma formatura de fadinhas lá no céu, na verdade eram anjinhoas mas a pequena insistiu que queria fadas, e uma dessas fadas foi chamada pelo Papai do Céu para uma conversa, Ele então disse que antes dessa fadinha ganhar suas asinhas e varinha mágica ela precisaria realizar uma missão na terra.
E enviou a fadinha para a casa de uma menina, a fadinha apareceu do nada no quarto da menina Julia que estava sentada e gritou de susto quando a viu. Perguntou então seu nome, e a fadinha disse que se chamava Rebeca. Ela então reparou que Julia tinha lágrimas nos olhos e perguntou porque chorava.
Ela em silencio olhou pras proprias pernas e mostrou para a fadinha que não podia andar, que usava cadeira de rodas. Disse que por isso não tinha amigas e nunca brincava. A fadinha Rebeca se comoveu com a historia de Julia e disse que ela seria sua amiga, e que ensinaria muitas brincadeiras que podiam ser feitas mesmo com ela na cadeira de rodas.
Brincaram de boneca, de fantoches, de casinha, de mimica e assim foi , passaram o dia todo brincando e se divertindo, até que a noite a fadinha recebeu um recado que tinha que voltar.
Se despediu de sua nova amiga e voltou pro céu muito pensativa.
Chegando lá o Papai do Céu disse que ela tinha cumprido sua missão que agora ganharia suas asinhas e sua varinha mágica.
Mas para sua surpresa a fadinha recusou, e perguntou se ao invés disso não poderia viver na terra, como uma menina normal para ser amiga para sempre da Julia.
Papai do Céu sorriu, e disse que sabia que ela tinha um enorme coração, e concedeu seu pedido.
No dia seguinte e nos outros Rebeca e Julia brincaram muito e eram as melhores amigas.
E ninguém nunca mais deixou de brincar com Julia porque a Rebeca mostrou para todos que ela podia sim brincar de muitas coisas."
No final dessa historia sua irmãzinha ja brigava com ela mesma tentando deixar os olhinhos abertos e a mamadeira ja caía de suas mãozinhas.
Era o maior prazer que sentia, ver que conseguia colocar aquele anjinho pra dormir e ver que no dia seguinte ela se lembrava de toda a historia e pedia novamente, e aí dela se não contasse da mesma forma, ela a corrigia até ficar tudo igualzinho.
Depois de um tempo sua irmãzinha foi pedindo musiquinhas também. Mas a historia nunca podia faltar.
Um dia ela inventou que não queria tomar banho e perguntou porque tinhamos que tomar banho.
Ela resolveu então contar outra historia...e novamente inventou tudo , mas dessa vez prestando mais atenção pra quando tivesse que contar de novo..
"Era uma vez um sapinho, muitoooooo esperto e brincalhão, ele passava o dia todo com seus amigos coelho, porquinho, e cachorro , e se divertiam muito juntos. Um dia eles estavam brincando quando começou a chover, como a chuva estava fraca eles não ligaram e continuaram correndo por todo o campo, até que caíram todos em uma grande poça de lama. Deram muita risada e continuaram brincando. Até que suas mamãe os chamaram para entrar e tomar banho, inclusive a Mamãe Sapo que ficou desesperada ao ver seu filho todo sujo , e o mandou direto tomar banho:
- Sapinho vai já tomar banho!
- Ah mamãe eu nao quero! Não vou!
- Você vai sim, ta todo sujo !
- Não quero !
- Você sabe o que vai acontecer se não tomar banho?
- Não..o que?
- Você vai ficar cheio de pequninos bichinhos que vão fazer vc se coçar muito e depois de um tempo você não vai aguentar mais se coçar e vai começar a chorar de tanto que vai doer sua pele .

- Mas eu não quero tomar banho mamãe!
- Tudo bem, não vai tomar banho mas depois não diga que não avisei.

E assim foi, o sapinho teimoso não tomou banho e não deu a minima pro que sua mãe lhe falou.
No dia seguinte foi brincar com seus amiguinhos, e todos estranharam ele ainda estar todo sujo, mas não falaram nada e brincaram muito.
Os dias foram passando e nada do sapinho querer tomar banho, até que ele começou a perceber que seus amigos não o chamavam mais para brincar, ele então foi falar com eles para ver o que acontecia.
- Porque vocês não brincam mais comigo?
O coelho tapando o nariz respondeu:
- Porque vc ta fedido!
- É eu não consigo ficar perto de vc porque tenho o faro muitoooo sensivel. - disse  o cahorrinho.

O sapinho surpreso olhou pro porquinho que estava quieto e falou :
- Vc não se importa não é? Você é sujinho também!
- Não sou não, posso morar no chiqueiro, mas sempre tomo banho , sou muito limpinho! - Respondeu o porquinho;
O sapinho bravo disse que não precisava mais de amigos e saiu bravo pela floresta.

No caminho sua barriguinha começou a coçar , ele resmungando coçou e não percebeu que tinha um bichinho nela.
Continou resmungando e viu que todo seu corpo estava coçando, quando olhou viu que estava cheio de bichinhos pequeninos que faziam seu corpo coçar muito.
Saiu correndo pra casa chorando muito , gritando pela sua mamãe.
"Mamãe mamãe, me ajudaaa mamãe, to coçando muito.."
A mamãe sapinha muito brava respondeu:

- Eu te disse sapinho que se você não tomasse banho isso ia acontecer.!
- Me desculpa mamãe,  eu nunca mais vou deixar de tomar banho, me ajuda, me lava mamae!
A mamãe sapinho rapidamente deu um banho no sapinho , mas nada adiantou , ela então pensou , pensou..e viu um liquidificador.

Rapidamente ela retirou a lamina para que o sapinho não se cortasse, e colocou ele dentro, junto colocou agua, shampoo, sabonete, condicionador, desinfetante, desodorante, perfume , sabão em pó. flores, e um pouco de pasta de dente...pediu pro sapinho prender a respiração.
E ligou o liquidificador...."

Nessa hora a menina começava a se mexer toda imitando o sapinho dentro do liquidificador, era a parte preferida de sua irmazinha que dava gargalhadas com suas caretas.

"Quando desligou o liquidificador o sapinho saiu brilhando , limpinho e cheiroso. Abraçou sua mamãe , agradeceu e disse que nunca mais iria desobedece-la. No dia seguinte seus amiguinho viram que o sapinho estava cheiroso e brincaram o dia todo."

Depois da historinha sua irmazinha ja estava tomando banho, pedindo por favor pra que ela mostrasse novamente como o sapinho estava dentro do liquidificador.
No final das contas, sua irmãzinha foi quem a ensinou a contar historias, pq era atraves de suas reações que ela via se estava realmente a envolvendo na historia.
Era maravilhoso ver os olhinhos dela brilhando esperando para ver como a historia ia acabar, mesmo quando ela ja tinha escutado a historia varias e varias vezes.
Hoje sua irmazinha ja tem onze anos de idade, mesmo assim volta e meia , ela pede pra que conte essas historias...e ela ama contar quantas vezes for preciso...
Agora ela tem novas crianças para envolver em suas historias, ela ta com  o coração sambandoo de emoção e contando os dias pro projeto começar a andar. Alias...falta uma semana!!!
Logo no primeiro dia serão 100 crianças! Quarenta na primeira sessão e sessenta na seguinte sessão.
Um desafio e tanto , mas mais um que ela vai encarar de frente e coração extremamente aberto.

22/03/2012

En la distancia, te puedo ver, cuando tus fotos me siento a ver..

Fotos...incrivel como coisas tão simples assim podem sobreviver anos e anos  e sempre nos causarem a mesma sensação de quando a tiramos tempos atras.
Parece que nos lembramos de absolutamente tudo, de todo nosso sentimento naquele instante, do pensamento que tinhamos em mente, do tempo que fazia, se estavamos alegres, tristes , bravos, se ventava, e o que fariamos depois.
Eu pelo menos me lembro de tudo tudinho!
Acho que foi uma das melhores invenções do homem.
Uma maneira de eternizar o momento, de compartilhar com nossos netos, bisnetos, tataranetos , momentos maravilhosos de muito antes deles nascerem.
Amooo, encontrar fotos antigas, e mostrar pra alguem, contar a historia de cada uma, como foi tirada, quando foi tirada, e como me lembro de estar naquele dia. 
Se eu pudesse tirava foto de tudo, todos os dias!
Se eu pudesse teria uma maquina fotografica implantada em meus olhos.
Uma das minhas fotos preferidas é uma que tenho guardada comigo, da minha mãe!
Uma foto dela jovem, com uma camisa branca, cabelos longos e castanhos, lindos lindos, e ela dando uma gargalhada que imagino eu que seja daquelas gostosas que todo em mundo em volta ri junto.
Quando me mudei pra São Paulo, na noite anterior antes de pegar a estrada, fui pro meu quarto e fui caçando fotos, fotos que queria ter comigo.
E essa foi a primeira que me veio na cabeça e procurei que nem doida, encontrei e trouxe escondida comigo.
Amo olhar pra ela , lembrar que tenho uma mae alegre, que mesmo em seus momentos tristes , sei que essa mulher da gargalhada gostosa ainda se encontra la em algum lugarzinho, esperando o momento certo pra contagiar a todos com sua risada escandalosa.
Outra foto que amo de paixão, é uma do meu pai, uma que estou ao lado dele, devia ter pouco mais de um ano, estamos os dois deitados na cama, dormindo, os dois de barriga pra cima, colados cabeça com cabeça, mas cada um virado pra um lado.
Ele sem camisa e descabelado, e eu de macacão e chupeta também descabelada.
Sempre que olho fico pensando, em como desde criança eu me sentia segura ao lado dele, sem nem precisar de berço pra dormir, apenas dormir ao lado dele me bastava pra eu saber que nada de mal me aconteceria.
As fotos só tem um lado ruim, elas quase sempre vem acompanhadas de saudades , de vontade de voltar o tempo , de uma lagrima , de uma nostalgia.
Mas continuo achando que registrar esses momentos simples é  a melhor maneira de eterniza-los...afinal um dia nossa memoria pode falhar, mas as fotos estarão la pra nos dar uma forcinha.

21/03/2012

Você vai rir, sem perceber, felicidade é só questão de ser

Chega um momento em que temos que dizer chega e não permitir mais que lagrimas caiam do nosso rosto.
Eu decidi isso , por mais que ame alguem, sinta falta desse alguem, mas esse alguem deixou claro que não me quer mais em sua vida , eu não vou ficar com raiva ou guardar magoa desse alguem, vou rezar pra Ele la em cima cuidar mto bem dela, e ocupar minha mente com coisas que me façam bem.
Acho que exagerei um pouco nessa parte..
Alem das aulas de manhã na faculdade , estou em uma montagem de uma peça, que os ensaios são de segunda e quarta de manhã, e também estou em outra montagem, de um musical, que os ensaios são tres dias por semana a tarde inteira, chego em casa ja anoitecendo, e fora isso estou na produção de um evento que comemora o dia da abolição da escravatura, o FPAFRO, e agora entrei em outro projeto..mas esse farei com tooooooodo  o amor do mundo!
Um projeto de contação de historias para crianças carentes de escolas públicas aqui do bairro.
Estou fazendo um workshop com um professor/ator da faculdade que nos esta passando todas as tecnicas [sim , existem tecnicas para contação de historias! ] para que possamos dar continuação no projeto, e ja somos em 7 voluntários.
Ah era tudo o que eu precisava!
Voltar a trabalhar com crianças, rir de suas perguntas, me encantar com suas reações, levar um pouco de magia, encanto, e surpresas pra vida delas.
Ja estou inclusive em pensando em ampliar ainda mais esse projeto , masss isso ainda ta na minha cabeça que viaja longe nas ideias...tenho que passar tudo pro papel e ver quem topa viajar cmgo! xD
É nada como ocupar a mente e aquecer o coração ...que alias ja se aquece só de pensar no sorriso daqueles pequenos.
Ahh agora uma coisa que eu TINHA que compartilhar , esse vídeo delicioso, essa musica deliciosa, esses velhinhos tchu tchus que da vontade de apertar , essa cidadezinha pacata, essas pessoas simples, essa chuvinha leve, essa melodia e letra maravilhosa...o tema perfeito pra esse post nao é?

Marcelo Jeneci - Felicidade

11/03/2012

Minha querida amiga...

Doeu, doeu demais ler suas palavras, doi demais enxergar as coisas como elas realmente são , sem o encanto que eu achava que sempre teria nossa amizade.
Sempre alimentei em mim esperanças, e não me arrependo disso, não me arrependo de nenhuma atitude que tomei pra salvar algo que eu acreditava, em qualquer sentido.
Fui desarmada, fui nua e crua , de coração aberto, esquecendo as feridas que eu tinha 'ganhado' naquela epoca, fui ignorando alertas de quem me ama , fui apostando minhas fichas, apostando em uma fagulha do que ainda podia restar de amor a nossa amizade em seu coração .
Fui sem jogar nada na cara, fui de cabeça baixa, fui descalça, fui sorrindo , fui declarando minha saudade, fui disposta a fazer de tudo pra nao deixar morrer ...
Fui esperançosa demais...talvez ingenua demais, mas fui!
Não fui buscando briga ou lavação de roupa suja, fui buscando um abraço , uma borracha, fui pensando em você, em mim, em nossa historia, nossa amizade, fui pensando que vc assim como eu se sentia triste e com vontade de reconquistar tudo.
Sim, assim como vc me escreveu, eu tbm ja cheguei a pensar que nao daria certo retomar uma amizade, que nao seria a mesma coisa, mas ao contrario de você eu preferi acreditar na nossa vontade de retomar a amizade , preferi contar com isso pra cura-la aos poucos, pra sarar cada ferimento com paciencia, tempo e cuidados.
E porque apesar de tantos alertas que me diziam que nao valia a pena, que eu era ingenua, que eu ia me magoar de novo , porque mesmo assim eu continuei vez ou outra tentando manter contato, fazendo uma festa depois de consegui trocar algumas palavras com vc?
Quando nos desentendemos com alguem que amamos, depois de um tempo temos duas opções, guardar a magoa e ficar repetindo que nao vale a pena, que nunca mais sera  a mesma coisa, e aceitar, ou ignorar tudo isso, e lutar, correr atras, perdoar as magoas, ver o que é mais importante ter no coraçao, a certeza que nada dara certo, ou a certeza que vc fez tudo o que era possivel?
Eu dei uma face, nao adiantou, sai ferida, mas dei a outra face, e faria isso quantas vezes fossem necesarias.
Não por ser masoquista , mas porque não quero revidar, nao vou revidar, nao vou jogar na sua cara as vezes que me magoou, nao me farei de vitima, nem de vilã, vou tentar olhar com um olhar de ternura, sempre, SEMPRE MESMO!
Pq eu simplesmente não consigo ter raiva de você.
Já quis, por varios momentos quis ter raiva, assim quem sabe pararia de alimentar esperanças e essa raiva me faria excluis todas as memorias suas da minha mente, do meu coração.
Mas não consigo, e mesmo depois de tudo o que eu li hoje, mesmo depois de chorar por horas em frente ao computador, eu rezei, implorei , me ajoelhei, pra que Deus cuide de vc agora que eu definitivamente não estarei mais na sua vida.
Por que eu te amo , e eu prefiro ter esse sentimento no meu coração a ter uma magoa, a ter uma raiva, a ter um ressentimento.
Prefiro sorrir a ter um olhar amargurado.
E a minha familia, as pessoas que me amam e tomam minhas dores , eu digo , nao tenham raiva, por que eu não tenho! Não quero ter, nao vou me esforçar pra ter um sentimento tao feio dentro de mim.
A UNICA coisa que peço a vocês agora, é um abraço, e um apelo, por favor, nao permitam que eu me sinta sozinha, nunca!

09/03/2012

Eu abro os olhos e deixo o dia entrar...


Dia lindo, suave, gostoso de aproveitar....
Apesar de minha tpm, a tempos não sinto essa calmaria dentro de mim , essa vontade de aproveitar o dia ao máximo.
E pra aproveitar nada melhor que um passeio com minha princesinha Magnolia ...
Ahh o vento no nosso rosto e ela andando a minha frente como quem desfila em uma passarela, patinha na frente de patinha, e vez ou outra da a louca e começa a correr como um cavalo e ai de mim se nao acompanhar... rs
Na volta fui abordada por um casal de crianças, deviam ter seus 8 e 9 anos.. me perguntando se 'aquilo' era um cachorro, eu respondi , expliquei que era um mini porco, elas ficaram maravilhadas e pediram pra fazer carinho, disseram que nunca tinham visto um porco de verdade...e olhavam fascinadas pra Mag como se realmente estivesse descobrindo algo extraordinario que até então só tinham visto pela televisão ou por foto.
Vi que não iriam se cansar tão rapidamente entao chamei elas pra sentar comigo em uma muretinha assim elas podiam brincar com a mag... elas aceitaram na hora, avisaram a mãe , e ficamos la , nós quatro...conversando com elas percebi que largaram pra tras o celular e um game boy que tinham em mãos, e me falaram o quanto tinham vontade de conhecer a casa dos porcos e dos cavalos..rs.. eu sorri e perguntei se nunca tinham ido a um sitio, elas disseram que não mas que brincavam de mini-fazenda no computador.
Na hora me bateu uma tristeza pensando em como essas crianças são privadas da melhor coisa na infancia, correr descalças em  um sitio , se sujar de terra, brincar com os bichos, e até pegar bicho de pé...
Coloquei um pouco de cenoura picada na mão de cada um e dei a elas pra que dessem a Mag.. ahh como ficaram maravilhadas, e que risadas gostosas de ouvir que davam quando a Mag fazia cosquinhas com seus bigodes em suas mãos...
Ficamos la um bom tempo , acho que foi a melhor parte do passeio, até que a mãe que conversava com uma senhora, chamou eles pra entrar,  e disse que não pegaria seus celulares e seus games, eles olharam e falaram "Pode deixar ai , ja enjoamos, olha mae ela é de verdade , da pra tocar nela.."
A mãe chamou a atençao deles repreendendo dizendo que os aparelhos tecnologicos tinham custado caro , elas bufaram , e perguntaram pra mim com cara de dó, se eu passeava todo dia com a Mag...
Eu disse que não todos os dias, dia sim e dia não,  se não chover...elas disseram que vão me esperar sempre no mesmo horario a tarde no jardim do predio enquanto brincam, e se eu ver ela que eu pare pra falarem oi pra mim e pra Mag.
Eu disse que tudo bem, me despedi delas e antes de sair a menininha de 8 anos me olhou bem fixo por uns segundos e disse "que bonita que vc faz sua maquiagem" e saiu saltitante atrás da mãe...
Fiquei la igual boba olhando pra elas, com a mesma admiração que elas olharam a Mag ...tão lindas , educadas e interessadas ...
Nessas hora eu começo a pensar, como temos coragem de fazer isso com nossas crianças, empurrar video games, computador, celulares, tudo pra não levantarmos a bunda da cadeira e brincar no parque ou levar em um sitio , e deixa-las livres pra realmente serem crianças e conhecerem todos os lados bons e ruins disso...
Bom o que sei hoje é que ja to com uma baita vontade de voltar a passear só pra encontrar com elas...

23/02/2012

Essas coisas..

Um dos sonhos  mais estranhos e mais simples que ela tem é dançar descalça em uma praia e/ou em uma praça.
É isso, não sei dizer exatamente como ela se sentiria se conseguisse realizar esse sonho, mas ela sonha tanto com isso que chega a ser sufocante.
Essa vontade de ouvir uma musica bem alta tocar ao seu redor , sem saber exatamente da onde, e ela la começar a dançar, com os pés no chão , e rodar e rodar , como em um clipe musical onde isso eh aparentemente normal .
Por vezes quando viaja sozinha ou ouve musicas que a incitam a dançar , ela fecha os olhos e se imagina assim, dançando , as vezes com pessoas em volta dançando com ela, ou simplesmente sozinha.
Ela ri sozinha , tentando imaginar de onde vem essas vontades, essa paixao , esses sonhos.
As vezes viaja imaginando que em outra vida realmente tenha tido um pingo de sangue cigano, essa gente tão linda, tão quente, tão alegre;
Claro que quem sabe nessa vida algo deles ela tenha, sua familia nesse quesito eh uma mistura , e o que nao falta em sua familia eh essa vontade louca e do nada de dançar .
Agora escrevendo esse post os ombros ja estão se mechendo e digita ja no ritmo que colocou pra tocar de 'trilha sonora' ...oo meninaa impossivel de controlar..
Ela ja imagina um dia propicio pra realizar em partes esse sonho..mas isso é segredo... só ela, laaaa no fundo sabe quando.
Agora ela vai la , fazer companhia pra irmazinha dela.. aproveitar esse restinho de carnaval com quem faz questao de ter ela do lado nem que seja pra ficar olhando ela enquanto ela come. =)

27/01/2012

Boleros e suspiros...

Ah os boleros...  uma das coisas mais maravilhosas que  o homem poderia ter inventado .
Me lembram meus pais, me lembram um romantismo antigo , quase santo, quase inacreditavel.
A musica lenta, as letras, o apelo a urgencia em se dançar colado esse ritmo , e prestar atençao em cada palavra, em cada confissão , em cada historia que esses boleros contam .
Me tocam de tal maneira a fazer com que eu sinta meu coração bater mais quente, mais calmo, me lembram um filme em tom sepia, me lembram os namoros escondidos antigos, cumplicidade de adolescentes.
Me chamem brega, mas amo Julio Iglesias, sua voz, a maneira como ele consegue cantar de uma maneira que vc jura que ele conta na musica sua propria historia, ele sente aquela letra, e transmite o sentimento com sua voz doce, que não faz nenhum esforço pra sair.
Ahhh os boleros... me lembram meus pais, me lembram infancia, me lembram bons momentos.
Me lembram quando eu era criança , escutava junto com meus pais, e ficava imaginando como seria quando eu tivesse meu primeiro amor.
Me acalmava, me acalma.
Essa musica entao, a maneira que ele canta, sempre me arrepiiou!

20/01/2012

Ta na hora...

Ela pensou "ta na hora de voltar a escrever" .
Mas de uns tempos pra cá não tem sentido tanta vontade assim, talvez porque esses tempos ela tenha se voltado mais para o mundo externo, do que pra dentro de si mesma.
Foram tantas coisas e informações, saudades que teve de matar de seus amigos, sua casa , e da antiga Mariana que ela encontra sempre que entra no seu antigo quarto.
E la era tanta pressa de fazer tudo de uma vez que não parava pra ficar só e simplesmente refletir e escrever como ela se sentia com tudo aquilo.
Hoje ta aqui tentando acessar seu interior , sua alma , sua essencia pra ver se algo de bom aparece, mas ainda ta meio desconectada de si propria.
Não que isso signifique algo ruim, não.
Isso significa apenas que ela esta olhando ao seu redor e analisando o que deve ser feito , as tarefas a serem cumpridas e tudo mais que tem que ser realizado esse ano ou pelo menos esses proximos meses.
Acho que talvez isso seja ser adulta.
Deixar um pouco de lado nosso "diario" e falar pra nós mesmos , "calma , jaja cuidamos de colocar tudo  isso no papel, antes vamos arregaçar as mangas e pensar nas obrigações".
Quem diria, ela sentiu ate uma saudade desse apartamento pequeno e de sua rotina.
Ela ate ia começar a refletir agora, mas vai interromper o post, levantar e limpar o xixi que sua mini porca de estimação fez fora do jornal.
Viu só, a Mariana Adulta chamando a menina do diario novamente....
Por um lado ela fica feliz, se orgulha dessa responsabilidade..por outro pensa...nao pode e nao quer deixar de lado seu diario...

17/01/2012

Atualizando

Viajando , sem net, sem tempo pra atualizar...vou postar essa musica linda, dessa linda mulher que tem uma lindaaaa voz que faz a gente arrepiar enquanto escuta e chorar com a emoção que ela coloca enquanto canta..*-*

 

Um feliz Ano Novo atrasado...
;)